quinta-feira, 16 de março de 2017

Guiné 61/74 - P17148: Convívios (785): Magnífica Tabanca da Linha, hoje, em Cascais, Alvide, a 30ª edição (Manuel Resende)


Cascais > Alvide > 16 de março de 2017 > 30º Convívio da Magnífica Tabanca da Linha >  Foto de grupo


Cascais > Alvide > 16 de março de 2017 > 30º Convívio da Magnífica Tabanca da Linha >  T-shirt original do António Alves (RC 3, Estremoz)

Fotos (e legendas): © Manuel Resende (2017). Todos os direitos reservados. [Seleção, edição e legendagem complementar: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]


1. Mensagem do Manuel Resende, com data de hoje, às 19h00:

Amigos, hoje. 16-03-2017, realizou-se mais um convívio da Magnífica Tabanca da Linha, o 30º. No restaurante  “O Nosso Cantinho". (*)

Tivemos a presença de 39 convivas e até tivemos oportunidade de tirar uma foto de grupo, já inserida como foto de capa da nossa página no Facebook.

Desta vez não tivemos “piras”, mas tivémos a presença do Luís Encarnação, que reactivou a sua presença,  interrompida já desde os tempos do restaurante Adega Camponesa.

Seguem as fotos que tirei... espero que gostem e que ficarão para recordar.

Obrigado a todos os que estiveram presentes e um grande abraço aos que não puderam vir. Oportunidades não faltarão. (**)

Manuel Resende"

PS - Se acharem que tem interesse, publiquem. As caras são sempre as mesmas. Agradeço também a publicação feita do anúncio para este convívio, ainda não tinha agradecido.

Um abraço aos bons amigos Luís e Vinhal.
Manuel Resende
____________

Notas do editor:

(*) Vd. poste de 8 de março de 2017 > Guiné 61/74 - P17116: Convívios (781): 30º Convívio da Magnífica Tabanca da Linha: 16 de março de 2017, 5ª feira, restaurante "O Nosso Cantinho", rua das Tojas, nº 192 A, Carrascal de Alvide, Cascais. Inscrições até dia 13... (Manuel Resende)

1 comentário:

Tabanca Grande disse...

Boa questão: "todos os homens são criados iguais" ?... Temos a expressão "nados e criados", nascidos e educados... Nascemos todos iguais, o que não é tão verdade quanto isso (diz o alentejano, "a rica teve um menino, a pobre pariu um moço"...), a educação depois é que nos diferencia em função das estruturas e agentes de socialização (família, escola, comunidade, etc.)...

Também não tenho a certeza de terem sido os melhores que serviram o exército...No meu/nosso tempo, o exército não podia dar-se ao luxo de ser muito exigente e seletivo... Será que escolheu os melhores (oficiais, sargentos e praças) ?...